narodacompsicologos@gmail.com

Rua Martinico Prado, 26 - cj. 122

Telefone: (11)  4323-1725

Whatsapp: (11) 98945-2103

Siga nossas redes sociais:

© 2016 NA RODA COM PSICÓLOGOS

  • White YouTube Icon
  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon

EU SÓ QUERIA QUE ME OLHASSE MAIS UMA VEZ...

O término de um relacionamento deve ser encarado como o começo de um novo ciclo.

Segundo o psicólogo Guy Winch, a rejeição é como arranhões que rasgam a nossa pele emocional e penetram a nossa alma.

Se você está passando por uma dor emocional, está na hora de começar a praticar os exercícios dos primeiros socorros emocionais.

O término de um relacionamento é sempre muito doloroso, tudo fica mais difícil para quem foi o rejeitado da relação.  Afinal, é difícil seguir sem a pessoa amada.

Relacionamentos conflituosos deixam sempre marcas profundas, feridas que se não tratadas podem acarretar prejuízos para relações futuras.

 

MAS O QUE FAZER?

Se você estiver passando por uma situação parecida você já ligou, já enviou mensagens, e-mail, tentou conversar pessoalmente, enfim, fez tudo o que estava ao seu alcance e nada adiantou, é hora de se recolher. É chegada a hora de você marcar um encontro consigo mesmo, com os seus valores e com a sua ética. A sua essência não mudou.... ela pode estar apenas mascarada, sufocada por alguém ou algo que você julgou ser mais importante e hoje a fatura chegou batendo a sua porta.

Calma, nada está perdido. É hora de pensar em você e a reflexão nos possibilita isso.

Em que momento você colocou o outro acima de você e do resto do mundo?

Em que momento você deixou de ser quem é para se tornar o que outro queria que você fosse? O que está por trás das suas escolhas? É amor, medo de ficar sozinho/sozinha ou uma obsessão?

Vivemos no mundo do imediatismo, tudo tem que ser pra agora, nada é para durar, os relacionamentos começam e terminam muitas vezes um seguido do outro, sem que haja tempo para uma reflexão, para um entendimento e um preparo existencial. E assim caminha a humanidade, tentam preencher por fora um vazio que é interno. E assim, a convivência com o outro fica mais difícil. Não tenha medo de ficar sozinho/sozinha. Se a convivência está difícil, tome uma atitude, permita-se estar sozinho, cuide de você, não aceite relacionamentos abusivos. Não seja você o seu próprio agressor.

Adote essa frase: EU QUERO ME OLHAR MAIS UMA VEZ...

Está difícil? Sim, mas é possível. Acha que não consegue? Busque ajuda, faça você valer a pena, seja para você o que você quer para os outros. Você pode, você é capaz. Ainda há tempo para você mudar a sua história, ainda há tempo para você mudar as posições que tem tomado diante da vida.

Tudo depende de você. Decida tomar uma atitude e dar o primeiro passo na direção de algo que vale a pena.

 

Psicóloga Ângela Oshiro

Please reload

Arquivo
Please reload

Siga

Blog

  • Grey Facebook Icon
  • Grey YouTube Icon
  • Grey Instagram Icon
Compartilhe o último Post
  • Facebook Social Icon